Terra Fria

Apanhar maçãs a caminho do Cais do Juncais

Não sabia que havia uma terra onde hortas são “huortos”, onde nos poços há “ciguonhos” e onde se sorri francamente. Essa terra é Trás-os-Montes e foi onde esta roadtrip nos terminou levando depois de passarmos por Marialva, Serra da Estrela e  Marvão.

Cenas de Trás-os-Montes
Vimos quase todos os miradouros

Estava calor e quase sempre fomos os únicos nos miradouros do Parque Natural do Douro Internacinal, percorremos aldeias isoladas, vimos burros mirandeses e muitas igrejas/ermitas.

Igreja de Algosinho

Alojámo-nos (Parece que vos vou recomendar algum hotel) no parque de campismo do Mogadouro, uma pequena vila que foi a nossa casa por alguns dias e que serviu de base para percorrermos um troço da Rota da Terra Fria até Miranda do Douro.

Ciguonho e huorto
Mais um miradouro

Antigamente as famílias dividiam as hortas que aqui se chamam “huortos” e esses tais de “ciguonhos” que vem na foto servem para tirar água dos poços, que são aquela coisinha redonda de pedra que vem no chão. Hoje ainda é utilizado este sistema para regar as hortas.

Esta ermita que descobrimos em Cércio, terra de pauliteiros

Miranda do Douro é a típica vila raiana cheia de lojas de
toalhas, panos e colchas para o turista espanhol mas já que estávamos por ali havia que dar uma espreitadela à capital do Mirandês ,apesar de saber que os poucos habitantes que ainda falam a língua se encontrem em locais mais isolados.

Uma rua de Miranda do Douro
Castanheiro gigante em Cércio junto à ermita

A Rota da Terra fria, não é um percurso pedestre mas sim para percorrer de carro e nós percorremos só um troço, não a completamos.

Castelo do Mogadouro
Atardeceres na Terra Fria

Tenho a dizer que Trás-os-Montes foi a minha parte preferida desta viagem e aconselho todos vocês a irem até lá, é uma cultura única no nosso país, um local tão puro e genuíno, tão pagão, tão simples.

Se querem mais informações sobre a Rota da Terra Fria podem encontrar aqui:

http://www.rotaterrafria.com/